Chadwick Boseman, ator de Pantera Negra, morre aos 43 anos

Ator lutava contra o câncer de cólon desde 2016. Sua morte foi confirmada por familiares no Twitter e Instagram na noite de sexta-feira (28).

Morre o ator Chadwick Boseman de ‘Pantera Negra’ (Reprodução)

“É com um imensurável pesar que confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Chadwick foi diagnosticado com câncer em estágio III no cólon em 2016 e batalhou pelos últimos 4 anos enquanto a doença progredia para o estágio IV. Um verdadeiro guerreiro, Chadwick perseverou e trabalhou em muitos filmes que você ama. De Marshall: Igualdade e Justiça a Destacamento Blood, Ma Rainey’s Black Bottom e muito mais, todos foram filmados em durante e entre incontáveis cirurgias e sessões de quimioterapia. Foi a maior honra de sua carreira trazer o Rei T’Challa à vida em Pantera Negra (2018). Ele morreu em sua casa, com sua esposa e sua família ao seu lado. A família agradece você por seu amor e suas preces e pede que continuem respeitando sua privacidade durante esse momento difícil”

Este foi o recado deixado pela família de Chadwick nas redes sociais.

Originally tweeted by Chadwick Boseman (@chadwickboseman) on 29 de agosto de 2020.

O Legado

Chadwick Aaron Boseman foi um ator, diretor e roteirista estadunidense. Nascido na Carolina do Sul, Chadwick fez participações nas séries Law & Order (1990), Plantão Médico (1994) e Third Watch (1999). Depois ganhou mais notoriedade ao fazer parte do elenco regular da série Lincoln Heights (2007).Já no cinema, o ator protagonizou o filme baseado em fatos reais, 42: A História de uma Lenda (2013). O filme conta a história do jogador de basebol, Jackie Robinson, o primeiro jogador negro a entrar para um time titular na Major League Baseball, no ano de 1947.

A partir daí, Chadwick passou a interpretar outros papéis com visibilidade negra, como o cantor James Brown em Get on Up: A História de James Brown (2014) e em Marshall: Igualdade e Justiça (2017), onde interpretou o primeiro juiz afro-descendente da Corte Suprema Americana. No filme Capitão América: Guerra Civil (2016) e em Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017). Chadwick Boseman nos presenteou com o papel do Rei T’Challa. Foi então que em 2018 o Rei de Wakanda ganhou seu próprio filme, intitulado Pantera Negra (2018), o nome do super herói.

Pantera Negra foi um marco na história do cinema e dos quadrinhos, trazendo grande representatividade ao público, principalmente o infantil; onde as crianças finalmente puderam ser representadas por um herói negro. Em 2019, o filme foi indicado a 7 categorias no Oscar, incluindo o de Melhor Filme, e ganhou 3 das indicações. Foi o primeiro filme de super-herói a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme na história do cinema e obteve uma bilheteria mundial de US$ 1 bilhão. Além disso, Pantera Negra foi o primeiro super-herói negro nos quadrinhos estadunidenses, lançado pela Marvel em 1966. O Rei T’Challa é conhecido por sua velocidade, inteligência, sentidos apurados e habilidade tecnológica.

Depois do seu filme original, o Pantera Negra voltou ao Universo Cinematográfico da Marvel nos filmes Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019).Chadwick Boseman havia sido confirmado para continuar em seu papel como o Rei de Wakanda em Pantera Negra 2, que tinha o lançamento previsto para 2022. Em junho deste ano ele também atuou no filme original da Netflix, Destacamento Blood (2022), dirigido por Spike Lee e gravou o filme Ma Rainey’s Black Bottom (2020), onde atuou com Viola Davis.

Chadwick Boseman foi um guerreiro que não se deixou abater pelo câncer e, mesmo durante o tratamento, continuou fazendo o que mais amava, atuar e trazer exemplos de representatividade a população. Sua marca e seu legado vão ficar para sempre nos corações dos fãs, do público e de crianças que tiveram a oportunidade de se identificarem com o super-herói e se sentirem espelhadas nele.

“Devemos encontrar uma maneira de cuidar uns dos outros, como se fossemos uma só tribo.” –Pantera Negra (2018).

Wakanda forever.

Autor: Mayara Pereira

Eu juro solenemente não fazer nada de bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s